Follow by Email

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A Feira do Livro de Porto Alegre e o Onírico Portoalegrense

1) Sonhos Melados no Sarau Literário Zona Sul -Eróticos e Afrodisíacos na tenda Passárgada, Padaria Literária

especial agradecimento à Sandra Santos pelo carinho de gravar, editar e entubar este evento



2) Pesadelo na Feira - A poeta Telma Scherer (que foi patronesse da Feira do Livro de Lajeado) é levada pela Brigada Militar pelo "crime" de fazer uma performance poético-dramática em meio a um evento dito cultural...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CAI A MÁSCARA DA FEIRA DO LIVRO

CAI A MÁSCARA DA FEIRA DO LIVRO
PODE A CULTURA SER
ESCORRAÇADA
DA PRAÇA?


Na sexta-feira, 12 de novembro, às 19h40, a poeta Telma Scherer, que fazia uma performance poética na Feira do Livro de Porto Alegre foi detida, arrastada por policiais de forma arbitrária até o Posto do 1º Batalhão da Brigada Militar no Mercado Público e impedida de continuar a exercer sua arte.

Ora, a referida feira é um evento de caráter comercial que entretanto vem se revestindo de um verniz cultural para desta forma obter verbas públicas através das diversas Leis de Incentivo à Cultura. Também dessa forma obtém permissão para ocupar a praça pública.

A violência com uma poeta não se justifica de forma alguma. Tampouco o desrespeito com a arte e a cultura. Cai a máscara da Feira do livro.

A cultura, a arte e a poesia são livres por princípio.


Instituto Machado de Assis