Follow by Email

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Relações Textuais

Textos
contradizem textos,
saem de si,
detestam-se.

Textos
falam de
textos
enfocam
fofocam

Um texto
toca outro
texto
contempla
complementa.

Textos
se tocam
se trocam
sentidos

Textos
se testam
se penetram
se fundem

Textos
sem pretextos
procriam

contextos.


Porto Alegre, 23 de maio de 2008

10 comentários:

Juliana Meira disse...

Renato poetamigo, sei que já comentei e recomentei o poema contigo, mas é bacana ler o "Relações Textuais" aqui no REMAMO. lembrança do portopoesia!

"Textos contradizem
textos
saem de si,
detestam-se."

(=

J.R. Lima disse...

Muito legal este jogo com textu all.

Um abraço!

Renato de Mattos Motta disse...

Juliana, querida!
Este poema tem tudo a ver com as nossas "relações Textuais" no Portopoesia e em breve na República da Poesia

Beijão!

Renato de Mattos Motta disse...

J. R.

Obrigado!

Patty disse...

Adorei!!!

Vim te deixar um beijo e agradecer pelos esclarecimentos que você fez no meu post do Mário Quintana, muito obrigada, querido. Você é um amor e me desculpe a demora pra vir.

Beijo e boa semana

Sidnei Schneider disse...

é um baita meta-texto, pretexto de texugo, hein? abração

nina rizzi disse...

nossa que texto! rsrs.. ah, tem um prêmio pra vc lá no meu blogue ;)

nina rizzi disse...

sim, querido, é só vc colocar aquela imagem do prêmio no seu blog, listar quinze blogues que vc dá o prêmio e dizer que fui eu que te dei. mais simples? copie e cole o meu post no seu blogue, alterando apenas os blogues que vc premia.. rs.. beijo! :)

Mara faturi disse...

Passando só pra te dizer;meu texto não detesta o teu não...rs,rs...
bjão Renato querido!

Patty disse...

Feliz 2009!
Que a inspiração te abrace apertado todos os dias do novo ano.

Beijo