Follow by Email

segunda-feira, 19 de março de 2012

Mulheres no Papel


A exposição abriu dia 08/03, no saguão do Centro Municipal de Cultura, e era pra ter se encerrado no último dia 14, mas ganhou uma sobrevida, podendo ainda ser visitada até a manhã da próxima quarta-feira, dia 21/03, sem direito a prorrogação.

Nascida como uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher, Mulheres no Papel expressa a visão de vários artistas sobre as personagens femininas da Literatura Brasileira através de uma técnica que Daisy Viola já vem trabalhando a anos: o papier-colée sobre manequins tradicionais de costura.

(Na foto, acima, Clotilde Maso  criando sua versão para a Moça Fantasma de Belo Horizonte, do famoso poema de Carlos Drummond de Andrade, abaixo, Daisy Viola coordena a montagem da exposição em 07/03/2012)

Durante o evento Tardes Livres de Arte no Atelier da Prefeitura, tive a honra de ser convidado a produzir uma peça para tomar parte nessa exposição. Eu, que nunca tinha trabalhado com volume, resolvi aceitar o desafio e prodizi uma versão de Ci, a Mãe do Mato, personagem secundária, mas importantíssima e fascinante  do Macunaíma de Mario de Andrade, maga ou semideusa indígena que o presenteia com a Muiraquitã, amuleto mágico que será o móvel de todo o romance.


Além do papel e da resina acrílica usadas no processo de papelagem, a personagem que ilustrei recebeu tiras de algodão cru tingidas com açafrão-da-terra que receberam ainda "tatuagens" de xilogravura impressas em papel chinês Wenshou, que falam dessa semideusa da mata na área do ventre, as "tatuagens" tem a forma de um cinturão em formato de muiraquitã enquanto na altura da coluna vertebral, sobe-lhe uma cobra-coral. Finalmente uma cabeça bi/tridimensional produzida em madeira compensada pintada com tinta acrílica e cabelos de linha de tricô.


 Participaram da exposição Betina Borne, Clotilde Maso, Daisy Viola, Eliane Vargas, Laura Sadocco, Rejane Michel, Renato de Mattos Motta e Santa Pedebos.
Vale a pena conferir enquanto ainda dá tempo.












Um comentário:

Eliane F.C.Lima disse...

Embora eu tenha achado tudo muito interessante, li a postagem atrasada, mesmo desconfiando de que a exposição não houvesse sido no Rio, de onde sou. De qualquer modo, tenho interesse em saber onde foi, eu que sou louca por literatura, de uma forma específica, e arte, de uma forma geral.
Eliane F.C.Lima (Blogues "Poema Vivo", "Literatura em vida 2" e "Contoi-gotas").