Follow by Email

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

DOIS POEMAS SOBRE A ATUALIDADE




sobre culpa e inocência

a culpa do inocente
foi mostrar
a riqueza do pobre
a alegria dos tristes

a culpa do inocente
foi acabar com a
abundância de escassez
fartar os famintos

a culpa do inocente
foi tentar
a paz com os donos da guerra
a igualdade com os desiguais

a culpa do inocente
foi revelar
a pobreza dos ricos
a tristeza dos felizes

a culpa do inocente
foi mostrar
a inteligência dos ignorantes
e a ignorância dos eruditos

a culpa do inocente
foi acreditar
que os donos da pátria da injustiça
poderiam permitir justiça.

Porto Alegre, 26/1/18


Renato de Mattos Motta

O poema que se segue nasceu como um comentário no blog "A voz pública da poesia" (do poeta e crítico Ronald Augusto)  https://avozpublicadapoesia.blogspot.com.br/  e acabou merecendo um post do Ronald.


Lula à La Fontaine

absurdo conclave de surdos
juízes injustificavelmente
injustos julgando como lobos
culpado cordeiro
por sua fome de carniceiro

Renato de Mattos Motta

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2018

Nenhum comentário: