Follow by Email

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

DOIS POEMAS SOBRE A ATUALIDADE




sobre culpa e inocência

a culpa do inocente
foi mostrar
a riqueza do pobre
a alegria dos tristes

a culpa do inocente
foi acabar com a
abundância de escassez
fartar os famintos

a culpa do inocente
foi tentar
a paz com os donos da guerra
a igualdade com os desiguais

a culpa do inocente
foi revelar
a pobreza dos ricos
a tristeza dos felizes

a culpa do inocente
foi mostrar
a inteligência dos ignorantes
e a ignorância dos eruditos

a culpa do inocente
foi acreditar
que os donos da pátria da injustiça
poderiam permitir justiça.

Porto Alegre, 26/1/18


Renato de Mattos Motta

O poema que se segue nasceu como um comentário no blog "A voz pública da poesia" (do poeta e crítico Ronald Augusto)  https://avozpublicadapoesia.blogspot.com.br/  e acabou merecendo um post do Ronald.


Lula à La Fontaine

absurdo conclave de surdos
juízes injustificavelmente
injustos julgando como lobos
culpado cordeiro
por sua fome de carniceiro

Renato de Mattos Motta

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2018