Follow by Email

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Pura na Alma


Não precisa de mistura
Só poesia pura
E aquele aperto no peito
Já, já se cura.

17 comentários:

Mimi disse...

mas que lindo esse tudo de imagem e palavras!

Olha, estou muito atrasada na visita ao blog teu, Renato.

Vim aqui através da Flavia, minha amiga Flamboyant.

abraços

Renato de Mattos Motta disse...

Tua amiga flamboyant
mais que amiga,
é minha irmã

FlaM disse...

já, já?
mas pq hoje tá demorando tanto?
humpf...

Renato de Mattos Motta disse...

...tem que dar temp de chegar até a alma, maninha!
Bjk!

Juliana Meira disse...

isso aí poeta!
poesia pura!
(=
bj

Renato de Mattos Motta disse...

Juliana, querida! Obrigado!

Jussara disse...

Ti fofo!!!

Desculpe a demora em responder seu comentário lá no meu blog! é que por algum motivo o blogspot se recusa a funcionar na internet lá de casa - estou numa lan.

Muito legal o seu blog.

Renato de Mattos Motta disse...

Jussara, é uma honra ter você remando aqui!
Tua "Turn to fall" é maravilhosa!
Bjão!

Patty disse...

A poesia é remédio que adoça a alma.

Beijossss, querido e uma ótima semana!

Renato de Mattos Motta disse...

Pati, querida!
que bom tua
borboleta
azulando esta
manhã de
segunda-feira!
BjÃo!

Perversus_Contos de Y.Y disse...

Obrigada pelos elogios.
vou verificar a pagina de microcontos.
vc todo amorzinho e eu toda perversa..
quando quiser conversar sobre contos , literatura e inspiração.
msn yumi_yasuda71@hotmail.com
quem sabe juntos dosamos a perversidade da vida e do amor.

Renato de Mattos Motta disse...

Yumi, querida
posso mostrar minha face perversa,
mas aí... é outra conversa!

Bjão!

Patty disse...

Beijinho e boa semana pra ti!

Mara faturi disse...

Imagem muy interessante poeta ( aqui o publicitário falou!);Poesia Delicada, de uma singeleza ímpar,belo;)Sinto, mais do que posso adjetivar;)
grande bjo

Renato de Mattos Motta disse...

Obrigado, Mara, querida!
tua visita e o teu elogio
são tudo de bom!
Agradeço muito mesmo!

Fragmentos de Elliana Alves disse...

Assez bien ma vie ...
J'aime venir ici parce que je suis pertinho d'entre vous.

T'aimer!

nina rizzi disse...

é assim que sempre me sinto
assim triste,
assim intermédio, tédio
até o próximo poema

(eles tem o poder!)