Follow by Email

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Tempoemeira remando na blogsfera!


TEMPOEMEIRA

Para Juliana Meira

O tempo, ema,
Corre corre corre
Menos no teu poema
Onde transcorre
Como tarde espreguiçosa
No lombo dum gato

Tempo – tempo – tempo
Que incendeia o dia-a-dia
Menos no teu poema
Onde é lua cheia
Na geada fria

O tempo é fera
Voraz devorando filhos
Menos no teu poema
Onde é panda pateta
Cirandando como poeta

Nosso tempo tem
Poemas
Poemas com próprio
Tempo
E tem uma Poemeira
Que tece teias na poeira do tempo

Juliana Meira mostra sua produção no blog TEMPOEMA
http://juliana-meira.blogspot.com , que publicou este poema em primeira mão. Conheci seu trabalho no Blog do Alexandre Brito e fiquei impressionado com a qualidade dos poemas. Tão impressionado que de repente me peguei num diálogo poético com a moça.

4 comentários:

Juliana Meira disse...

Renato

legal ler o poema aqui, na nascente dele!
muito obrigada por tuas palavras!
grande abraço!

Renato de Mattos Motta disse...

Tu mereces!

Cecília Borges disse...

baixei mais uma!
pra gente seguir fora de órbita.
bj

Alice disse...

Também gostei muito Juliana! Parabéns, muito bom.